fale conosco pelo
WhatsApp
WEB

Como incluir os impostos na proposta comercial de arquitetura e designer de interiores?

Para a maioria dos arquitetos e designers de interiores é uma grande dificuldade a inclusão de impostos em seu valor de proposta, com o objetivo de deixar o seu preço mais justo, dentro da lei e acima de tudo: assertivo.

Sabendo dessa dificuldade diária, esta leitura te ajudará a entender como inserir os impostos devidos em sua precificação mas também te ajudará a compreender o motivo pelo qual é feito este cálculo.

Cenário atual:
Nos dias de hoje, boa parte destes profissionais incluem seus impostos da seguinte forma:

Para o caso de prestação de serviços de arquitetura:

Valor do projetoR$ 10.000,00
Alíquota arquitetura15%
Valor total para repasse ao clienteR$ 10.000,00 + 15% = R$ 11.500,00

Para o caso de prestação de serviços de design de interiores:

Valor do projetoR$ 10.000,00
Alíquota design de interiores4,5%
Valor total para repasse ao clienteR$ 10.000,00 + 4,5% = R$ 10.450,00

Agora observe: quando fazemos a Prova Real desse valor, ou seja, a fórmula inversa para confirmar se o valor líquido está correto, veja o que acontece:
Para o caso de arquitetura: R$ 11.500,00 – 15% = R$ 9.775,00
Para o caso de design de interiores: R$ 10.450,00 – 4,5% = R$ 9.979,75

Perceba que, quando fazemos a conta inversa, o valor líquido já não é mais R$ 10.000,00. O valor se diminui, pois, a fórmula utilizada para calcular o imposto está sendo feita de maneira errada e com isso, te trazendo um prejuízo financeiro!

Aprenda como calcular corretamente seu valor incluindo seus impostos:
Existe um fator de conversão fiscal utilizado para calcular, especificamente, impostos. Veja a seguir a fórmula correta para utilizar:

Para o caso de prestação de serviços de arquitetura:

Valor do projetoR$ 10.000,00
Alíquota arquitetura15%
Valor total para repasse ao clienteR$ 10.000,00 / 0,85% = R$ 11.764,70

*prova real: R$ 11.764,70 – 15% = R$ 10.000,00

Explicando os percentuais:
• 100% matematicamente é 1 inteiro.
• Faça em sua calculadora: 1 * 15%. O resultado será 0,15
• 1 inteiro – 0,15 = 0,85.
• Portanto, o seu valor de projeto deve ser dividido por 0,85

Para o caso de prestação de serviços de designer de interiores:

Valor do projetoR$ 10.000,00
Alíquota design de interiores4,5%
Valor total para repasse ao clienteR$ 10.000,00 / 0,955 = R$ 10.471,20

*prova real: R$ 10.471,20 – 4,5% = R$ 10.000,00

Explicando os percentuais:
• 100% matematicamente é 1 inteiro.
• Faça em sua calculadora: 1 * 4,5%. O resultado será 0,045
• 1 inteiro – 0,045 = 0,955
• Portanto, o seu valor de projeto deve ser dividido por 0,955

Agora que você já aprendeu a fórmula para incluir impostos em seu valor de projeto, veja a diferença entre a fórmula errada e a fórmula correta:

Para o serviço de arquitetura:

Valor do projetoR$ 10.000,00
Arquitetura15%
Valor total para repasseR$ 10.000,00 + 15% = R$ 11.500,00

Valor do projetoR$ 10.000,00
Arquitetura15%
Valor total para repasseR$ 10.000,00 / 0,85 = R$ 11.764,70

Na fórmula errada, haveria um prejuízo financeiro de R$ 264,70.

Para o serviço de design de interiores:

Valor do projetoR$ 10.000,00
Design de Interiores4,5%
Valor total para repasseR$ 10.000,00 + 4,5% = R$ 10.450,00

Valor do projetoR$ 10.000,00
Design de Interiores4,5%
Valor total para repasseR$ 10.000,00 / 0,955 = R$ 10.741,20

Na fórmula errada, haveria um prejuízo financeiro de R$ 21,20.

Aproveita essas dicas e aproveita para verificar se a precificação juntamente com seus impostos está correta.

Artigos

Como organizar um escritório de arquitetura?
Organizar um escritório de arquitetura de forma eficiente envolve várias etapas e considerações. Aqui estão algumas dicas detalhadas para ajudar na organização: 1. Planejamento Inicial…
Como montar um escritório de arquitetura?
O grande pensamento de quem se forma em arquitetura é, sem dúvidas, abrir seu próprio negócio e começar a atender clientes, projetar sonhos e ter…
Qual a diferença de ser autônomo e ter um CNPJ como Arquiteto?
Muitos arquitetos possuem receio ao tomar a decisão de criar um CNPJ: “será que vale a pena?” Para formalização de um negócio, seja ele qual…
Entenda os direitos autorais na Arquitetura: Protegendo sua criatividade e propriedade intelectual
Os direitos autorais desempenham um papel vital na proteção da criatividade e inovação no desenvolvimento dos projetos. Compreender como esses direitos funcionam é essencial para…
Rescisão Contratual entre arquiteto e cliente: Como evitar um processo judicial?
A rescisão contratual entre um arquiteto e seu cliente pode ser uma situação desafiadora, mas é possível evitar um processo judicial longo. Neste artigo, exploraremos…
Arquiteto: Como proteger seu escritório e projetos
Como profissionais da arquitetura, os profissionais enfrentam uma série de desafios legais e regulatórios em sua prática diária. Desde questões contratuais até conformidade com regulamentos…
Abri um CNPJ de arquitetura, e agora?
Você que é arquiteto e gostaria de abrir um CNPJ precisa estar ciente do que está por vir com essa decisão. Para formalização de um…
Como incluir os impostos na proposta comercial de arquitetura e designer de interiores?
Para a maioria dos arquitetos e designers de interiores é uma grande dificuldade a inclusão de impostos em seu valor de proposta, com o objetivo…
OAB/SP 428.659

Primeira Advogada Especializada na aplicação
do Direito na Construção Civil

+ 55 11 998353215
Atendimento das 9h às 18h

advogada@beatrizalvarenga.com.br

Entre em contato

Desenvolvido por Alexandre Custódio